Saiba quem é o homem sequestrado e torturado em Gravataí

Vídeos e fotos que estão sendo compartilhadas nas redes sociais mostram o poder de fogo e também a crueldade dos integrantes de uma facção criminosa que atua na região metropolitana de Porto Alegre. O último caso envolvendo a quadrilha é o sequestro e a execução de um homem de 48 anos, ocorrido na última terça-feira (02), no bairro Cadiz, em Gravataí.

O homem teve um dos dedos da mão cortado e colocado na boca. Ele também foi torturado e teve sua cabeça decepada com golpes de machado, como mostra em um dos vídeos que estão circulando nas redes.

“Bonitinho”, o sequestrador de avião

 O.T.S, o “Bonitinho” é um dos criminosos mais conhecidos de todo o estado e especialista em roubos de banco e assaltos a carro forte em todo o país. Ele tem extensa ficha criminal, incluindo uma condenação por roubo a banco, e já havia sido preso pela PF em 2006.

Na ocasião ele foi detido após sequestrar e roubar um avião que fazia o transporte de malotes do estado de Santa Catarina para o Paraná.

Há fortes indícios de que o investigado tenha participado do sequestro e extorsão de um funcionário da Prosegur – Transporte de Valores – em 5 de maio de 2011, obtendo mais de R$ 1 milhão. Ainda em 2011, foi considerado um dos criminosos mais procurados de todo o estado.

Líder de quadrilha

“Bonitinho” também era um dos “cabeças” da quadrilha do assaltante José Carlos dos Santos, o Seco, condenado a mais de 200 anos de prisão por assaltos a agências bancárias e empresas transportadoras de valores. Integrante da facção “Os Manos” era colega de outros criminosos conhecidos no estado como Jair Cabeludo e Jonas Dedão.

Em março deste ano, “Bonitinho” foi preso no bairro Oriço, em Gravataí. Ele estava foragido onde cumpria pena por latrocínios e diversos roubos. Alguns meses depois ele foi conduzido para o regime semiaberto e se mudou para um condomínio no bairro Cadiz, também em Gravataí.

 


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Campos obrigatórios marcados como *