Homem que sequestrou jovem na Bonsucesso pode estar envolvido em outros casos, suspeita polícia



Polícia Civil/Divulgação

Ainda não existe a confirmação, mas para a equipe de investigação da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Gravataí, não está descartada a hipótese de que o homem que sequestrou uma jovem na Avenida dos Estados, e a estuprou em uma residência na cidade de Alvorada, possa ser o autor de outros dois casos semelhantes, um ocorrido em 2014 e outro neste ano.

A jovem raptada no bairro Bonsucesso, foi levada para um casebre no Distrito Industrial de Alvorada. Em depoimento a polícia, ela contou que foi violentada pelo homem e que ele ainda tentou mata-lá. Em um momento de descuido por parte do criminoso, ela conseguiu fugir e pedir ajuda.

A investigação já conseguiu identificar o modo de atuação do estuprador e também o veículo, um Peugeot 307, rebaixado e de quatro portas, que ele utilizou para fazer o sequestro. As ações se voltam agora para localizar o homem, já que no último sábado (01), o retrato falado dele havia sido divulgado pela polícia.

Suspeita de outros dois crimes

Outra hipótese levantada e que segue sob investigação é a participação do criminoso em outros dois casos, já que algumas informações são compatíveis com as já vistas nas outras duas ocorrências. O caso que mais chama a atenção é a relação com a morte da adolescente Maria Aline Ouriques, encontrada morta também no Distrito Industrial de Alvorada, em 2014. Na época, Maria foi sequestrada quando ia para a escola, na área central de Gravataí.

O caso atualmente está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Alvorada. Em março deste ano, o Giro de Gravataí fez uma  matéria contando sobre o caso, que em setembro completa três anos. Conforme as últimas informações levantadas, a quebra do sigilo do Facebook de Maria Aline seria a peça chave para solucionar o crime.

No entanto a chefe de investigação da DEAM, Andressa Brazeiro, informa que a investigação sobre o “maníaco da Bonsucesso” – nome dado por populares nas redes sociais, está em andamento e de concreto se tem o retrato falado e o veículo utilizado por ele. “Nós estamos apurando algumas informações para dar início a novas diligências, e assim, colocar este criminoso atrás das grades. Já temos o retrato falado e também o veículo que ele utilizou. O caso está se encaminhando e em breve teremos novidades”, finalizou ela.

As denúncias devem ser feitas aos telefones (51) 3945-2711 ou (51) 98585-9953.


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *