Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Destaque Home

Mulher morta pelo marido em Glorinha tinha medida protetiva, diz polícia

Publicado

-

A investigação da Delegacia de Polícia de Glorinha já cravou. O autor da morte da dona de casa de 41 anos, ocorrida no dia 21 de dezembro, no bairro Capão Grande, é o seu companheiro. Conforme testemunhas, eram rotineiras as discussões entre os dois. Na última, fatal para a mulher, ele pegou uma faca e começou a golpeá-la.

Tentando se defender, ela caiu no pátio da residência com ferimentos na região do tórax e com o braço quase dilacerado após sofrer pelo menos quatro ferimentos, como informou o corpo médico durante o atendimento no Hospital Dom João Becker. Em seguida o homem fugiu em uma motocicleta.

Rotina de agressões

Conforme apurou a polícia, ele já coleciona históricos de agressão. Em 2013 uma medida protetiva contra o homem havia sido expedida após agredir a vítima durante uma discussão. O relato na ocorrência chamou a atenção dos policiais, já que as agressões iniciaram após ela ter queimado o café ao passá-lo.

“Sem cabimento. Virou rotina as agressões, mas infelizmente ela acabava voltando. Dando uma chance para ele. Dá pra ver a situação que essa mulher vivia por conta dessa agressão de 2013. É inacreditável a motivação”, contou um policial.

Com a medida ativa, o homem não poderia chegar a menos de 500 metros de sua companheira. No entanto, a mulher teria se reconciliado com o agressor, mas não formalizou o pedido de retirada da preventiva. A Polícia Civil busca fechar o inquérito e indiciar o companheiro.

Foto: Polícia Civil/Divulgação/11

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias