Polícia

Vídeo | Filho de idoso agredido em hospital dá detalhes e acusa funcionários de racismo; direção abrirá sindicância

Publicado

-

O filho do idoso agredido após ser acusado do furto de um celular no Hospital Dom João Becker em Gravataí, e que foi encontrado  minutos depois em uma sala da casa de saúde, relatou como teria ocorrido o caso que gerou comoção e revolta nas redes sociais.

Jonatas Lopes Fonseca deu detalhes da madrugada deste sábado (18) e acusa os funcionários de racismo. Além disso, ele pede justiça pela morte da mãe, que segundo os familiares, veio a óbito após presenciar as agressões sofridas pelo companheiro, com quem era acasa há mais de 30 anos.

 

Em nota, a direção do Hospital Dom João Becker informou que uma sindicância será aberta para apurar as denúncias de agressões físicas e verbais ao idoso, acusado do furto de um celular no interior da casa de saúde.

Nota de esclarecimento na íntegra

Com relação ao fato questionado pelo Giro de Gravataí, ocorrido nas dependências do Hospital Dom João Becker na madrugada deste sábado, 18/04, envolvendo familiar de paciente, informamos que será imediatamente aberta uma sindicância interna para averiguação. Uma vez feita a apuração, com base no Código de Conduta vigente em todos os hospitais da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, serão tomadas as providências cabíveis, tendo como premissa essencial a verdade dos fatos.

Hospital Dom João Becker
Gravataí, 18 de abril de 2020

Entenda o caso

Polícia Civil vai investigar denuncia de idoso agredido em hospital após ser acusado de furto de celular