Gravataí: Alunos iniciam o ano letivo sem “Pofessor” de Português em escola no município



Alunos do terceiro ano da Escola Estadual Barbosa Rodrigues, em Gravataí, iniciaram o ano letivo de 2016, sem professores de importantes disciplinas da grade curricular.

Segundo o relato de uma aluna, no ano passado uma professora, que era responsável pela matéria de Português para os terceiros anos, havia sido demitida e até então não haviam feito a substituição. O mesmo acontece com a equipe de apoio da escola, como merendeiras e responsáveis pela limpeza do colégio.

Através de uma rede social, uma das alunas desabafou sobre o problema que ela e seus colegas vem enfrentando.

Texto publicado no Facebook pela aluna, Thuiny Magnus.

UNS LUTANDO PELA LIBERDADE DE USAR O “SHORTINHO”, E NÓS SÓ QUEREMOS PROFESSOR!
Hoje a indignação tomou conta, se não bastava turmas de 3° ano do ensino médio, em preparação para Enem e pré vestibular, começar o ano sem professor de PORTUGUÊS, sendo que no ano passado tínhamos uma ótima professora, que foi mandada embora, e ainda não foi substituída. Hoje a nossa tão querida e amada Sora Fran, foi convidada a dar a sua maravilhosa, única e divertida aula à outra escola, porque de repente lá precisam de aulas de inglês e aqui ficamos SEM LITERATURA.

 
Será que esse ano não vai ter a prova de linguagens e redação no Enem? Porque enquanto alunos de melhor situação financeira estão fazendo cursinhos e tendo ótima preparação para as provas, nós, alunos do estado, estamos CINCO PERÍODOS POR SEMANA parados por falta de professor, e agora, sabe-se lá quantos mais sem literatura.

 
E a única certeza que temos agora é que não podemos mais ficar de braços cruzados. São os nossos direitos que estão em jogo! Precisamos nos unir contra essas nossas autoridades que devem ter seus filhos nas melhores escolas, com os melhores professores, e terão as melhores faculdades pagas desse país.

 

Sem contar também que estamos sem funcionárias na coordenação, limpeza e merenda da escola. ATÉ QUANDO?
Nesta semana estaremos organizando um movimento para sermos notados, alunos e turmas que estiverem sem professores e também estiverem interessados em uma movimentação PACÍFICA, venham junto..
Assim não da mais, queremos mais educação. E QUEREMOS JÁ! 

 

Segundo a aluna, Natália Valentim, agora será aguardada a decisão da 28ª Delegacia de Educação, para saber se o estado mandará um novo professor para a disciplina. Caso isso não aconteça, na segunda-feira (14), os alunos  prometem um “panelaço” em forma de protesto na frente da coordenadoria de educação.

 

1 comentário

Escreva um comentário
  1. Blogueira Shame
    abril 02, 19:23 Blogueira Shame

    Olá

    Gostei muito do seu post no seu conteúdo.

    Beijos!

    shameonyoublogueira.com no Portal Shame Intelimax

    Reply this comment

Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *