Exclusivo | Jovens executados no Novo Mundo eram inocentes, afirma investigação

Foto | Facebook | Reprodução

Era mais um dia normal de futebol e brincadeiras na pracinha do recém inaugurado Loteamento Novo Mundo – moradia dos antigos habitantes da Vila Maria, em Gravataí. Crianças nos balanços e adolescentes jogando futebol na cancha de areia. Não muito longe dali, ocorria uma troca de tiros entre traficantes pela sangrenta disputa por pontos de tráfico de drogas.

Mais tarde as duas disputas, o futebol dos meninos e o jogo dos bandidos, iriam se cruzar. Não demorou muito para quem um dos alvos dos bandidos da facção rival fugisse da troca de tiros e entrasse para as dependências do loteamento. Vestindo uma camiseta vermelha, como informou a investigação da Delegacia de Homicídios de Gravataí, o criminoso logo se desfez da roupa e conseguiu se esconder em uma das casas do novo bairro.

No futebol, Bruno da Silva Garcia, de 17 anos, coincidentemente vestia também uma camiseta de cor vermelha. Minutos depois, friamente, dois criminosos desceram de uma motocicleta, com capacetes e armas na mão executaram Bruno com diversos disparos. Seu amigo, Brian, de 18 anos, também foi alvo dos tiros e chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Sobre o inquérito

A investigação já descartou a hipótese de que as vítimas tivessem envolvimento com o tráfico de drogas. Ainda segundo a polícia, diligências estão sendo feitas para localizar os atiradores. O alvo dos criminosos, que ocasionou a morte da dupla de jovens, também já foi identificado. O inquérito deverá ser concluído nos próximos dias. A Delegacia de Homicídios deixa seus telefones de contato à disposição da comunidade. Denúncias podem ser feitas através dos números 3945-2741 e (whats) 98608-8876. A Polícia Civil garante total sigilo dos denunciantes.


Escreva um comentário

ver mais comentários