Geral

“Duplicação para unir a cidade e fomentar o desenvolvimento econômico” destaca Marco Alba prestes a inaugurar obra histórica

Publicado

-

Prefeito Marco Alba nas acompanhando os últimos ajustes na obra de duplicação das pontes do Parque. Foto: Giro de Gravataí/Especial

A presença do prefeito Marco Alba na obra de duplicação das pontes do Parque já é rotina. De perto, com engenheiros e funcionários da empresa Ecovilla, responsável pela obra, ele observa os trabalhos, já em fase final, entre um aceno e outro aos veículos que buzinam para ele. Secretários e vereadores também são vistos numa espécie de visita guiada à obra histórica, na qual o prefeito aponta as fases e mostra o que foi e o que ainda falta ser feito.

Na tarde desta quinta-feira (16), a reportagem acompanhou o prefeito, que aguarda para bater o martelo e inaugurar a obra histórica na próxima quarta-feira (23), que também é a data do aniversário de 139 anos de emancipação política do município.

O ‘bruto’ da obra já foi concluído, conforme os responsáveis. O canteiro que divide as vias também está sendo finalizado. Funcionários da concessionária de energia terminam até o início da próxima semana a transferência dos fios de alta tensão para os novos postes de iluminação das pontes. Por último, a conclusão da ciclovia.

Funcionários da empresa responsável pela obra concluindo o canteiro central. Foto: Giro de Gravataí/Especial

“Agora são detalhes. A obra está pronta. É uma satisfação, uma alegria poder construir essa grandiosa obra para a comunidade de Gravataí. É uma nova fase do município. A duplicação mexe significativamente com a infraestrutura da cidade e coloca Gravataí num outro patamar. A partir das demais obras como a Avenida Prefeito Acimar Silva e a Arthur José Soares, a região foi semeada e estará em franco desenvolvimento”, destacou o prefeito.

Marco Alba não fez mistério e confirmou a data de inauguração. “Está prevista sim para o dia 23 de outubro. Até domingo saberemos se vamos inaugurar naquela data. O que pode inviabilizar a inauguração na quarta é o término da ciclovia, que não é algo complexo, mas queremos a obra 100% finalizada, bonita e entregue à população”, comentou o prefeito.

Leia também: Fim do mistério sobre os nomes das novas pontes do Parque

Não são só as pontes

A duplicação das pontes do Parque é a terceira etapa de um conjunto de obras de mobilidade na cidade. São elas; a duplicação da Avenida Centenário, entregue pelo governo municipal no dia 17 de outubro de 2018; a revitalização da Avenida Adolfo Inácio de Barcelos, também já concluída e a duplicação da rótula do Aldeião – que está em fase final.

Para as quatro obras, a prefeitura contratou um empréstimo de R$ 20 milhões junto ao Banco do Brasil. Conforme o prefeito, na época do contrato, a escolha ocorreu pela segurança do procedimento. “Com o financiamento, não corremos nenhum risco com obra parada, como é comum que ocorra no setor público brasileiro. Até teríamos condições de desembolsar recursos próprios, mas pequenos empréstimos, como esse, não têm impacto negativo em uma receita como a nossa, que atualmente é de R$ 780 milhões”, explicou Marco.

Para as pontes, foram utilizados R$ 4,8 milhões. Cerca de R$ 1 milhão para a readequação da rótula do Aldeião e outros R$ 300 mil para a iluminação do trecho.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias