domingo , 26 março 2017

Parcelamento: Com greve da Polícia Civil ficou mais difícil registrar ocorrências em Gravataí

16015c48-a00d-4ce5-91d7-23d15572bfd8

Gabriel Siota Ganzer – Giro de Gravataí 

Em resposta ao parcelamento de salário por parte do governo do estado, policias civis estão trabalhando com a Operação Padrão, que tem por objetivo a não conclusão de procedimentos policias e também a não participação de operações fora do horário de expediente. As medidas tomadas pelo Sindicado dos Escrivães, Inspetores e Investigadores da Polícia – RS (UGEIRM), fazem parte de uma cartilha contra o parcelamento, criada em agosto de 2016. Se por um lado a categoria luta pelo direito básico, por outro a população sofre com a desinformação e também com a precariedade no atendimento para registros de ocorrências e procedimentos policiais.

Registros apenas no parque 

Quem precisa registrar uma ocorrência deve cuidar os horários para não chegar até uma das DPs do município e se deparar com uma placa na porta “Estamos em horário de almoço” ou “Estamos em horário de janta”. A falta de efetivo por parte do estado faz com que as delegacias fiquem fechadas nos horários de almoço e janta o que causa transtornos não só para a população, mas também para a própria Brigada Militar.

O atendimento nas duas delegacias da área central do município tem os horários reduzidos. A Polícia Civil orienta a população para registrar ocorrências na Delegacia de Pronto Atendimento que fica na Avenida Ely Correa, 1013, no Parque dos Anjos. Ainda segundo o órgão, só serão registradas no local, ocorrências graves. As demais poderão ser feitas em horário comercial na 1º Delegacia de Polícia, na Rua Carlos Linck, 57 – Centro ou na 2º Delegacia de Polícia, na Rua Duque de Caxias, 77 – Barnabé, parada 68 de Gravataí.

Para ocorrências de menor gravidade é aconselhado o registro online através do site da Polícia Civil (Clique aqui).

sssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

Autor Giro de Gravatai

Confira também

untitled

Polícia ainda trabalha para concluir caso da jovem encontrada morta em apartamento em Gravataí

Gabriel Siota Ganzer – Giro de Gravataí  O corpo foi localizado no apartamento 607 do …


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *