Segunda-feira será de debate sobre Uber e Cabify em Gravataí



Taxista de Gravataí estiveram reunidos com vereador Alan Vieira e confirmaram presença na audiência pública. Foto:Divulgação

A Uber possui atualmente 13 milhões de usuários no Brasil. Você sabia que em Gravataí o serviço é proibido? A lei ordinária 3700/2015 proíbe o transporte remunerado de pessoas em veículos particulares cadastrados através de aplicativos. Na hipótese de desrespeito dessa lei, ficam o condutor e as empresas sujeitas as seguintes sanções: apreensão dos veículos, multa de mil Unidades Financeiras Municipais (UFM), ressarcimento das despesas decorrentes dos custos de remoção e de estadia dos veículos.

Na próxima segunda-feira (26) ocorrerá uma audiência pública na Câmara de Vereadores, às 19h30, para debater a regulamentação de transporte individual por aplicativos. O evento é uma iniciativa do vereador Alan Vieira (PMDB).

“Em março protocolei um pedido para realização da audiência pública. De lá para cá, conversei com representantes de transportes por App, taxistas e usuários. Todos estão convidados a participar e dar sua opinião. Sou favorável a todas as opções de transporte de passageiros que ofereçam um serviço seguro e acessível. Estava afastado da Câmara quando a lei ‘Anti-Uber’ foi votada na última legislatura, pois ocupava o cargo de secretário de Governança Comunitária na época. Por isto, resolvi trazer este tema novamente para discussão”, afirmou.

Contato com taxistas e motoristas da Uber

Na quinta-feira (22), o vereador Alan Vieira esteve reunido em seu gabinete com o secretário municipal de mobilidade urbana, Adão de Castro, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Marcelo Rodrigues de Oliveira, e alguns filiados e motoristas da Uber em Gravataí para entregar pessoalmente o convite para audiência pública. “Estamos conversando com as classes desde a proposição da audiência e hoje entregamos em mãos o convite. É uma forma de demonstrarmos nosso respeito com ambas as classes. Queremos assegurar que teremos um espaço aberto para o debate na próxima segunda-feira e que serão ouvidas as demandas de todos”, assegurou.

 


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *