Polícia

Resposta imediata! Brigada Militar intensifica ações contra homicídios

Publicado

-

Operação aconteceu em todas as regiões da cidade Foto: Brigada Militar/ Divulgação

A Brigada Militar iniciou uma ação de pronta resposta aos homicídios que aconteceram em Gravataí no mês de outubro. Apenas na primeira metade do mês, a cidade já contabiliza seis assassinatos, sendo três no último fim de semana. Para conter o crescimento de crimes contra a vida, o 17° BPM, responsável pelo policiamento no município, iniciou nesta segunda-feira (14), uma operação com o apoio dos pelotões de choque de outras sete cidades da Região Metropolitana: Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, São Leopoldo, Sapucaia e Viamão.

De acordo com o Major Luís Felipe Neves, comandante do 17° BPM, durante todo o dia, foram realizadas abordagens desde a parada 103 até a 59. “Nós nós estamos pegando toda Gravataí e passando em locais que nós sabemos de situação mais conflagrada, um pouco mais complicada, estamos fazendo ações de abordagem e identificação”, explicou durante a ação.

O oficial contou ainda que foram duas ações em paralelo. Esta, com repressão qualificada, após as mortes do fim de semana, com foco mais centralizado. “Uma operação que tem ações de polícia de uma forma organizada, e específica e em locais específicos”, detalhou.

Ela ainda afirmou que a medida é por tempo indeterminado, podendo acontecer em dias e turno alternados. E mesmo quando não contar com o apoio de outras cidades, o comandante do 17°BPM pretende seguir as ações com o efetivo que dispõe.

E outra, que já vem acontecendo desde o início do ano, para a manutenção da segurança pública, com a presença de policiais militares pelas ruas. “Diz respeito às ações de polícia que estão sendo feitas já há bastante tempo, que vem gerando um controle nos indicadores de criminalidade de forma bem positiva”, ressaltou.

“Nós temos reduções do roubo de veículo, furto de veículo, roubo a pedestre. Com algumas oscilações, temos mantido dentro de um certo controle, o número de homicídios, também”, lembrou Neves.

E as estatísticas de fato mostram que 2019 é, até aqui, um dos anos com o menor número de vítimas de homicídios na década. De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, entre janeiro e setembro de 2019, a cidade registrou 54 vítimas de homicídio, duas a mais do que no mesmo período em 2018.

Os dois anos, no entanto, apresentam as menores taxas para o período nos últimos anos. Em 2013, os três primeiros trimestres tiveram 59 vítimas, entre 2014 e 2017, Gravataí nunca terminou setembro com menos de 60 pessoas assassinadas. A última vez em que a cidade registrou menos casos do que nos últimos anos foi apenas em 2012, quando foram mortas 46 pessoas.

 

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias