Reabertura do Restaurante Popular segue indefinida

Andreo Fischer  – Giro de Gravataí

13646719_1041783139251188_1918440081_o

Foto: Andreo Fischer | GG

Quem precisa ou precisou do bandejão sabe: almoço completo e nutritivo por apenas R$ 1. Então quem precisa dele sofre mais porque o Restaurante Popular de Gravataí fechou suas portas há algum tempo, alegando que a parceria entre prefeitura e a iniciativa privada que tocava o negócio se findou.

Na época foi colado um cartaz na porta do local explicando a situação, mas a folha de ofício ficou enrugada pela ação da mãe natureza e sexta-feira passada (29/07), a equipe do Giro de Gravataí observou que o antigo bandejão e a peça ao lado estavam em reformas, inclusive com uma caçamba de entulhos na calçada.

Não há tantas opções de refeições econômicas no Centro, exceto pelo restaurante do SESC-RS, mas lá apenas comerciários e seus dependentes portando o cartão que os identifiquem podem acessar a refeição mais barata.

Para que se tenha uma ideia, na vizinha cidade de Cachoeirinha, o Restaurante Popular passou por reformas e o local segue atendendo pessoas de vulnerabilidade social normalmente e em Porto Alegre o bandejão também funciona. Por que em Gravataí não? A prefeitura responde:

A Secretaria informa que desde 2014 o Termo de Cooperação entre o Serviço Social da Indústria – Departamento Regional do Rio Grande do Sul – SESI/RS, (como proponente), Dana Albarus, SODEXO e Prefeitura Municipal de Gravataí, (parceiros) foi cancelado com a saída do SESI.

Desde então, a SMFCAS foi em busca de novos parceiros e conseguiu com que o grupo do Banco de Alimentos dos empresários se juntasse às demais entidades e fizesse a parte que era realizada pelo do SESI. Porém, junto com essa boa noticia, veio a crise que afetou todo Brasil, e a empresa DANA Albarus, que também era parceira, não conseguiu atender aos valores solicitados pela SODEXO que realizava a elaboração dos alimentos. Com isso, a SMFCAS tentou incansavelmente buscar novos parceiros junto as empresas do município para dividir o valor das despesas, não obtendo êxito. O que as empresas alegam é que com a crise não podem ajudar nesse momento. “De qualquer forma, a SMFCAS continua buscando novos parceiros para poder reabrir o Restaurante Popular.” – Responde a assessoria de imprensa da prefeitura.

 


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Campos obrigatórios marcados como *