Procon de Gravataí alerta sobre proibição de venda de extrato de tomate



quero-1476644

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda e a distribuição de um lote do extrato de tomate da marca Quero, fabricado pela Heinz Brasil, após laudo que constatou presença de pelo de roedor no produto. A proibição vale para todo o território nacional e está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira.

De acordo com a Anvisa, o laudo “apresentou resultado insatisfatório ao detectar matéria estranha indicativa de risco à saúde humana, pelo de roedor, acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente”. A punição afeta o lote identificado como L. 11 07:35. Pela decisão da Anvisa, a empresa deverá recolher todo o estoque do lote insatisfatório existente no mercado.

Procon de Gravataí orienta os consumidores

Em decorrência da irregularidade, o Procon de Gravataí orienta os consumidores que tenham adquirido o produto do lote mencionado que solicitem a troca ou a devolução do valor pago contatando a empresa responsável e, em caso de ingestão, devem procurar auxílio médico. O Órgão também informou que está à disposição dos consumidores para denúncias e maiores esclarecimentos, podendo ser contatado através do telefone 51 3600.7600 e 3600.7661, de segunda a sexta-feira.

faixa


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *