Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Polícia

Preso em operação era investigado por manter relações sexuais com casal de filhos em Gravataí

Publicado

-

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foi na manhã desta quinta-feira (13) que agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Gravataí saíram as ruas para cumprir mandados de prisão preventiva contra suspeitos de crimes de estupro na cidade. Nos bairros Sagrada Família e Sítio Gaúcho os agentes, coordenados pelo delegado Eduardo do Amaral, prenderam um homem de 33 e outro de 57 anos.

Na primeira prisão, o suspeito de 33 anos é investigado por abusar sexualmente de dois dos seus três filhos. De acordo com o delegado Eduardo do Amaral, que também é titular da Delegacia de Homicídios de Gravataí, a denúncia chegou através da escola aonde a filha mais velha do homem estuda.

Abusada há dez anos

Ela, hoje com 14 anos, revelou que há cerca de dez anos era obrigada a manter relações sexuais com seu pai. A partir disso, o Conselho Tutelar apurou as denúncias e repassou para a investigação da Polícia Civil. Conforme a apuração dos agentes, o homem também abusava sexualmente do filho de 12 anos e obrigava os dois a manterem relação entre si.

“As denuncias chegaram pela filha mais velha, que em primeiro momento disse que era abusada por um terceiro, mas depois revelou que vinha sofrendo os atos cometidos pelo próprio pai. O caso foi registrado no conselho, que acolheu eles, e a investigação ficou conosco. Desde então começamos a apurar a situação até que montarmos a operação”, destacou Amaral

Ainda segundo o delegado, não está descartada a possibilidade do homem ter praticando os mesmos atos com o filho mais novo, com três anos. “Todos foram levados para exames. Vamos saber se ele abusava também do mais novo. Um celular foi apreendido, já que temos suspeitas que ele também filmava os abusos”, finalizou o delegado.

A operação

A operação rotulada como Indignus retrata a situação perversa e de repulsa pelos atos cometidos. O outro preso também era investigado pelo crime de estupro. O homem estaria cometendo os atos com as sobrinhas, e descumpriu a medida protetiva que as vítimas tinham contra ele. Ambos foram levado para delegacia e encaminhados ao sistema prisional. Outras fases da operação deverão ocorrer afim de coibir também crimes de violência doméstica e descumprimento de medidas protetivas. O nome dos envolvidos não foi revelado pela polícia. A operação também contou com o apoio de agentes da Homicídios.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias