Pé na porta do crime: Delegacia de Homicídios de Gravataí entre as melhores do estado

Execuções brutais, assassinatos por conta do tráfico de drogas, latrocínios e diversos outros tipos de crimes foram registrados desde janeiro de 2017 em Gravataí e desafiam as forças policiais na elucidação dos casos. Mas, se por um lado a criminalidade só aumenta, por outro existe uma delegacia no município, referência no estado, que busca solucionar e finalizar estes tipos de crime.

Com 11 agentes, a Delegacia de Homicídios de Gravataí, localizada no Parque dos Anjos, é tida pelo Comando Regional da Polícia Civil como uma das seis melhores delegacias de todo o estado, conforme dados de um relatório, divulgado pela entidade no início de maio.

Os dados que impressionam

Outro ponto que destaca o trabalho desenvolvido pela delegacia de Gravataí é a elucidação dos crimes. De acordo com dados da Polícia Civil, 78,75% das execuções que ocorreram no município são resolvidas e remetidas ao Ministério Público. Desde janeiro a delegacia efetuou a prisão de 16 pessoas, incluindo 5 adolescentes apreendidos.

A equipe também realizou a apreensão de 11 armas, e aproximadamente 800 gramas de crack, 24 gramas de maconha e 44,10 gramas de cocaína, todas elas apreendidas durante as prisões.

O “xerifão” da homicídios

Foto: Gabriel Siota Ganzer/Giro de Gravataí

Há sete anos na Polícia Civil, o delegado Felipe Farias Borba, titular da Homicídios de Gravataí, vê a eficiência da delegacia como o resultado de um trabalho árduo, mas coletivo e conta como levou a delegacia do município a ser reconhecida como a número 1 da região metropolitana e a sexta melhor do estado.

“A polícia tem como norte a disciplina e hierarquia, mas desde o início eu deixei claro que utilizo do “poder” de delegado, apenas para tomar decisões, que por ofício cabem a mim. Fora isso, me sinto mais um junto à equipe, sou como qualquer outro agente. Na hora que precisamos um ajuda o outro e esse é um dos objetivos do nosso trabalho”, contou Borba.

Felipe também conta que as atividades na homicídios não se resumem apenas na elucidação dos casos. A prevenção também faz parte da rotina da delegacia. Conforme ele, operações estão sendo desencadeadas para prevenir que ocorram execuções e outros tipos de crimes por conta do tráfico de drogas na cidade.

“Nosso trabalho não foi restrito somente para resolver os crimes no município. Estamos atuando de forma preventiva com a Operação Pulverização, que tem por objetivo tentar coibir o tráfico de drogas, esse que é um dos responsáveis pela crescimento das mortes ocorridas nos últimos anos em Gravataí”, finalizou ele.

Ligação com a comunidade

Embora o trabalho realizado pelos agentes seja investigativo e sigiloso, a delegacia precisa da ajuda da comunidade para que com as denúncias anônimas os crimes possam ser solucionados com maior rapidez. Os telefones (51) 3945-2741 e 98608-8876 (WhatsApp) estão à disposição das pessoas. A identidade dos denunciantes serão preservadas. A Polícia Civil também dispõe de um espaço em seu site para denúncias (clique aqui).


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Campos obrigatórios marcados como *