Polícia

Pai e mãe serão ouvidos novamente após morte suspeita de bebê de 3 meses em Gravataí

Publicado

-

Bebê tentou ser reanimado, mas não resistiu. Foto: Giro de Gravataí/Especial

Com cautela, a Delegacia da Mulher de Gravataí trabalha para elucidar a morte suspeita de um bebê de apenas 3 meses, ocorrida no dia 23 de dezembro, quando a criança chegou com a mãe, quase sem vida no Pronto Atendimento Municipal 24 Horas de Gravataí. Imediatamente, ao constatarem a morte do menino, que apresentava diferentes hematomas pelo corpo, a Delegacia de Homicídios foi acionada.

Tanto informalmente quanto em depoimento, o pai da criança informou que ela havia caído do carrinho, e que conforme ele, um gari que passava no momento exato seria a testemunha chave para confirmar sua versão. A mãe da criança também confirmou que o bebê havia sofrido uma queda, e após o fato, o levou ao Pronto com a ajuda dos tios.

Com assaduras nas partes íntimas da criança, constatadas pelos enfermeiros envolvidos no atendimento, a polícia chegou a suspeitar que ela tivesse sido vítima de abuso sexual, crime que está praticamente descartado, mas que aguarda o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP).

Um outro laudo, que atesta a possível causa da morte, também é esperado pela Polícia Civil. Os pais, moradores de Santa Cruz do Sul, estavam há cerca de um mês em Gravataí e buscavam uma vida melhor para os dois filhos, e uma oportunidade de emprego para recomeçar a vida.

Sem muitos destalhes para não atrapalhar as investigações, o delegado Eduardo do Amaral, responsável pelo caso, informou que os pais serão ouvidos novamente. Conforme familiares, o casal e a filha mais velha precisaram retornar à cidade natal após ameaças sofridas por conta do caso.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *