Opinião política: Primeira diplomação de vereadores sem o PT



André Luiz Santos – Giro de Gravataí 

Esse dia deveria virar feriado na cidade, nem parece que nos livramos da maldita estrela vermelha que arruinou as contas do município e tornou Gravataí um caos financeiro mergulhado em dívidas. Porém, como desertores de um exército que perdeu a guerra, ainda há ex-petistas eleitos em Gravataí, uns com o petismo não tão forte, outros que nem parece que mudaram de sigla.

 Rosane Bordignon (PDT) nunca chegou a ser vereadora pelo PT, ao contrário de Airton Leal (PV), Dimas Costa (PSD) e Alex Peixe (PDT). Mas com certeza é a mais convicta da ideologia do Partido dos Trabalhadores, professora e ex-diretora do CPERS foi primeira dama quando seu marido, Daniel Bordignon, governou a cidade nas duas primeiras gestões do PT, entre 1997 e 2004. Forte opositora a Marco Alba, enfrentará o atual prefeito nas urnas com o apoio da antiga militância petista que ia as ruas pedir votos para Daniel, Stasinski e Rita nas vitoriosas campanhas petistas.

 Não temos o PT, mas temos uma petista, isso é fato, talvez a única cadeira parlamentar que ainda tenha a estrela vermelha e a ideologia do partido de Lula seja a de Rosane, por isso, é cedo para comemorar o fim da era PT em Gravataí.

O texto é de responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal.


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *