Destaque Home

O que a polícia já sabe sobre o desaparecimento de empresário

Publicado

-

O desaparecimento do empresário Dorival de Oliveira Júnior, proprietário da San Remo veículos, e filho do ex-prefeito de Gravataí ainda pode ser considerado um mistério. Isso porque a polícia tem dificuldades de coletar informações e destina maior parte do tempo em cruzar as denúncias e indícios afim de rumar as investigações.

A primeira grande informação, mas que logo foi descartada, era de que Dorival havia sido ameaçado por homens armados em frente ao seu estabelecimento comercial e que teria sido o motivo de sua fuga. Funcionários e demais empresários do entorno negaram a informação. Câmeras de vigilância nas proximidades revelaram para a investigação que Dorival chegou com um veículo Audi, por volta das 06h30 da manhã. Poucos minutos depois deixou o local com o veículo Corolla,. 

Nada do carro

Os rumores também indicavam que seu carro teria sido flagrado passando por São Paulo, mas conforme os investigadores, não existe nenhum registro oficial da passagem do veículo. Dando continuidade, a polícia também confirmou que o Corolla não foi localizado. “Se tem informações extraoficiais, nenhuma imagem, nenhum documento. Não podemos deslocar uma equipe para São Paulo assim”, disse um dos investigadores.

Os negócios

A investigação também levantou o celular de Dorival, no qual as redes sociais teriam sido desativadas pouco tempo antes de seu sumiço. Roupas e demais pertences também não foram levados de sua casa, saindo apenas com as roupas do corpo. O convívio com familiares e amigos foi outro ponto que continua sendo investigado. A polícia quer saber quais foram os últimos negócios comerciais feitos por ele afim de identificar se houve algum desacordo com clientes e até com empresários de seu ciclo de amizade.

Sequestro ainda não é descartado

Embora nenhum contato tenho sido feito com a família desde a manhã de quarta (28), a polícia ainda não descarta a possibilidade de sequestro, já que são diversos os ‘modus operandi’ dos criminosos. Extraoficialmente, amigos relatam à polícia que Dorival passava por um momento de crise financeira, situação que é investigada, afim de saber quanto, por que e para quem ele devia.

“É um caso difícil, alguns familiares também se privam de falar, o que dificulta um pouco as coisas. Estamos verificando essa situação financeira dele, os negócios dos últimos meses. Temos que nos certificar que ele realmente estava sozinho, e se ele possuia imóveis em outros estados. Por isso estamos com uma visão ampla do caso, as vezes parece tão óbvio, mas não é”, contou um outro agente.  

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias