Idosos e gestantes sofrem para subir a rampa da farmácia municipal



Andreo Fischer – Giro de Gravataí

Há muito tempo que a acessibilidade da farmácia municipal é insatisfatória. A unidade de saúde entrega medicamentos pelo SUS e abriga a farmácia do estado, que entrega remédios de alto custo também pelo SUS à população. Diariamente centenas de pessoas circulam pelo local, mas boa parte delas tem mobilidade reduzida, como por exemplo, os idosos, gestantes e cadeirantes. Todas elas precisam subir uma grande e cansativa rampa para chegar aos guichês onde os atendentes fazem os atendimentos.

IMG_20160714_131201841_HDR

Foto: Andreo Fischer – GG

 

Não raro é possível observar idosos subindo essa rampa lentamente e se apoiando no corrimão e a mesma cena se repete ao descer, mas o risco é maior: eles podem se embolar e acabar rolando pela rampa até acontecer algo grave. Para os cadeirantes é impossível imaginar eles subindo sozinhos ou descendo, sempre vão precisar de ajuda e se o ajudante não for bom de braço certamente também acontecerá um acidente.

 

A prefeitura de Gravataí através de sua assessoria de imprensa mandou sua versão do fato. Ela conta que a farmácia municipal tem um projeto aprovado pela Consulta Popular desde 2013 para ampliação, modernização e obras para a melhoria da acessibilidade, mas o governo do estado não enviou os R$ 800 mil necessários para a realização dos feitos desde aquele ano e que no momento a Secretaria Municipal da Saúde não pode disponibilizar de recursos para isso.

 


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *