Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Guarda Municipal prende em Gravataí foragido de rebelião com 56 mortos em Manaus

Guarda Municipal de Gravataí | Divulgação

A rebelião no presídio de Manaus no ano passado, que terminou com um total de 56 mortes, conforme o levantamento feito pelo Governo do Amazonas, ocasionou a fuga de mais de 100 presos durante o motim de mais de 17 horas. Um dos foragidos foi preso nesta sexta-feira (03) durante um patrulhamento de rotina pelas ruas do bairro Morada do Vale I, em Gravataí. De acordo com a Guarda Municipal, os agentes faziam a ronda quando se depararam com o homem, de identidade não revelada, em atitude suspeita.

Durante a abordagem os guardas constataram que havia um mandado de prisão em aberto no Estado de Amazonas, no qual ele havia fugido com outros detentos no masacre do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Ele foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento de Gravataí.

O caso 

A rebelião teria ocorrido após membros conhecida como FDN (Família do Norte) terem atacado membros do PCC (Primeiro Comando da Capital). Segundo informações da Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária). o regime fechado do Compaj tem capacidade para 454 presos e abrigava 1.224. Um excedente de 770 presos. O regime semiaberto do mesmo presídio onde ocorreu a rebelião, com capacidade para 138 presos, contava com 602 antes dos assassinatos.

Write a Comment

view all comments