Giro na câmara: Dimas fora do PT



Amor que é amor dura a vida inteira? É, tudo tem seu apogeu e seu declínio. Essa é a frase que define a situação de Dimas e o Partido dos Trabalhadores em Gravataí. Noticiamos na semana passada a eminente queda do PT na cidade depois da debandada de três vereadores e grande parte de sua militância, porém ressaltamos a fidelidade do jovem vereador Dimas Costa que ficaria na sigla e levaria o partido sozinho, mesmo que sem chances, para as eleições municipais deste ano, porém Dimas não será tão fiel assim quando sua reeleição está em jogo, vendo que a nominata do partido está pequena e que seria bem provável que o PT lutasse muito esse ano para colocar apenas um vereador, Dimas optou no inicio dessa semana por deixar o PT, o vereador de primeiro mandato deve seguir para algum partido no qual ele possa ser reeleito em Outubro desse ano.

Mas as surpresas não param por ai, Dimas tem em mente duas opções de sigla, o PCdoB da vereadora Maribel Wagner, partido esse no qual Dimas já teria se reunido com líder da cidade, Dr. Néio Lúcio e a um tempo atrás teria tido conversas com a deputada Manuela D’ávila, e o PV dos vereadores Márcio Souza e Gerson Rovisco, dois bons destinos para Dimas exceto o fato em que os dois partidos compõe a base do governo Marco Alba, sim, isso mesmo, o mais assíduo opositor da gestão Marco estaria de malas prontas para compor um partido da base governista. Já dizia o ex-senador mineiro Magalhães Pinto “a política é como uma nuvem, você olha uma vez ela está de um jeito, você olha de novo e ela já mudou”.

O anúncio de sua saída do PT era para ter sido feito na sessação de hoje (22), o que não aconteceu. Já sua ida para outro partido ainda não está definida assim como para qual sigla ele deve migrar.


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *