Fundação do Meio Ambiente apreende criação com mais de 35 galos de rinha em Gravataí



Local onde eram feitas as rinhas com galos | Foto: FMMA/Divulgação

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (FMMA) descobriu nesta quinta-feira (21), através de uma denúncia anônima, uma residência que servia para abrigar animais usados nas chamadas “rinhas de galo”. Agentes do Grupamento Ambiental da Guarda Municipal acompanharam os fiscais da FMMA até a casa, que fica bairro Vila Rica, em Gravataí. No local, foi constado que o proprietário, um homem de 75 anos, fazia a venda dos animais.

De acordo com a diretora do Canil Municipal de Gravataí, Márcia Becker, Cerca de 40 animais estavam no interior da residência. Todos apresentavam lesões pelo corpo e eram mantidos em condições precárias e insalubres. Diversas esporas de galo – assessórios utilizado nos animais para ferir os oponentes na rinha, foram encontras na casa.

O proprietário ainda informou que há mais de 40 anos faz a venda dos animais. Márcia também conta que o idoso fazia testes com os galos antes de negociá-los. “Nós localizamos aproximadamente 40 galos, todos eles em local insalubre e sem nenhum tipo de cuidado. Apreendemos também diversos materiais utilizados como assessórios. Esses casos, só através de denúncia para conseguirmos autuar esses infratores. Pedimos para a população que faça a denúncia, muitas vezes a omissão mata mais que a crueldade, finalizou Márcia.

O idoso foi levado para a delegacia onde assinou um Termo Circunstanciado. Ele ficará à disposição da justiça e responderá pelo crime de maus tratos. Os animais passaram por avaliação veterinária e foram encaminhados para tratadores credenciados. Lá receberão cuidados até o fim de suas vidas, informou a FMMA.


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *