Negócios & Mercado Imobiliário

Freesurf expande com nova fábrica e é a primeira surfwear do Brasil a adotar energia renovável

Publicado

-

Glauber Pacheco, proprietário da marca. Foto: Freesurf – Divulgação/Reprodução

A Freesurf, primeira empresa brasileira de surfwear a neutralizar suas emissões de carbono, deu mais um passo em direção à sustentabilidade ao aderir à energia solar. Em agosto, a empresa começou a instalar um sistema fotovoltaico em sua nova fábrica. Fundada há quase 30 anos, em Gravataí, pelo surfista e empreendedor Glauber Pacheco, a marca está hoje presente em mais de mil lojas do segmento e pretende continuar se expandindo com o uso de energia limpa.

O projeto foi concebido e está sendo executado pela ENGIE, líder nacional em geração de energia renovável e uma das principais companhias do mercado em soluções de eficiência energética.

Instalado em uma área de 489 m² de telhados no prédio da nova planta, o sistema fotovoltaico tem capacidade instalada de 79,2 quilowatts-pico (kWp), vida útil de 25 anos e uma geração mensal estimada em 8.268 quilowatts-hora (kWh), suficiente para atender todo o consumo de energia do empreendimento. Os R$ 333 mil investidos pela empresa irão se pagar no prazo de três a quatro anos. Apenas no primeiro ano de operação, a economia na conta de energia será de aproximadamente R$ 80 mil. A previsão é que a instalação esteja concluída em outubro.

Compromisso socioambiental

“Temos forte compromisso com a responsabilidade social e a preservação ambiental”, conta o diretor de marketing da Freesurf, Filipe Flach. Entre as iniciativas desenvolvidas pela companhia, ele menciona campanhas de limpeza de praias nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina e o patrocínio do Prancha Ecológica, projeto de educação ambiental e reciclagem de garrafas PET da associação sem fins lucrativos Eco Garopaba. “Escolhemos a ENGIE como fornecedora pela segurança e confiabilidade, e por ser um dos maiores players do mercado”, diz o diretor.[

Nova fábrica fica às margens da BR-290. Foto: Freesurf/Divulgação

A ENGIE é uma das principais fornecedoras de sistemas fotovoltaicos do Brasil, com mais de 2.500 clientes. Em 2019, a empresa planeja dobrar a participação no mercado de geração distribuída, com foco no segmento empresarial e de condomínios. Eficiência energética já é o terceiro negócio da companhia no país, depois de energia verde e infraestrutura de gás. A ENGIE tem realizado investimentos crescentes nessas áreas, em linha com sua estratégia global de buscar a liderança em soluções para descarbonização da economia.

A ENGIE no Brasil

A ENGIE Brasil é a maior produtora privada de energia elétrica do Brasil, com capacidade instalada própria de 10.211MW em 61 usinas, o que representa cerca de 6% da capacidade do país. A empresa possui quase 90% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes renováveis e com baixas emissões de GEE, como usinas hidrelétricas, eólicas, solares, e biomassa.

A ENGIE também atua na comercialização de energia no mercado livre e está entre as maiores empresas em geração fotovoltaica distribuída. A empresa possui ainda um portfólio completo em soluções integradas responsáveis em reduzir custos e melhorar infraestruturas para empresas e cidades, como eficiência energética, monitoramento e gerenciamento de energia, gestão de contratos de fornecimento de eletricidade, iluminação pública, sistemas de HVAC, telecomunicação, segurança e mobilidade Urbana. Contando com 2.300 colaboradores, a ENGIE teve no país em 2018 um faturamento de R$ 9.3 bilhões.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias