Polícia

Filho mata o pai e confessa o crime à polícia

Publicado

-

Foto: Gabriel Siota Ganzer/Giro de Gravataí | Divulgação 

Agentes da Delegacia de Homicídios de Gravataí foram acionados na tarde desta última sexta-feira (19) para investigar, o que a princípio seria apenas um caso de morte natural de um homem de 54 anos, na Rua Bom Jesus, no bairro Rincão da Madalena.

Vizinhos teriam chamado a Brigada Militar (BM), pois a vítima, identificada como José Edegar Bueno, não era visto há pelos menos dois dias. Ao entrar na residência os agentes encontraram o corpo em um dos cômodos. O filho da vítima, José Lucas Santos Bueno, 23 anos, que acompanhou a ocorrência foi questionado sobre a morte repentina de seu pai.

Foi então que ele confessou. As marcas no pescoço de José foram confirmadas pelo filho, que teria matado o pai asfixiado, após ter entrado em luta corporal com ele. Ele contou em depoimento à polícia que por muitos anos vinha sendo agredido pelo pai. 

Na última desavença, ocorrida quarta-feira (17), dia do crime, o pai teria levantado da mesa após uma discussão e tentado asfixiar o filho com um cinto, foi então que ele conseguiu ser rendido, e em seguida morto.

Conforme a polícia, o homem chegou a ser linchado por populares que ficaram sabendo de sua confissão, revoltados com o desfecho do caso. Ele foi levado para a delegacia aonde prestou depoimento. Em seguida foi liberado e responderá pelo crime em liberdade, já que não configurava mais flagrante.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias