Exclusivo: Liminar que proíbe retirada de cervos do Pampa Safari pode ser derrubada

Uma liminar expedida pelo Ministério Público (MP), na última quinta-feira (24), determinava que fosse impedido imediatamente o abate de aproximadamente 300 cervos que habitam o parque-safari, em Gravataí. A ação movida pela deputada estadual, Regina Becker Fortunati, foi acatada pelo juiz João Ricardo dos Santos Costa, da 16ª Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre

No entanto, uma outra ação, movida pela grupo Febernati, proprietário do parque-safari, pede a anulação da liminar. Se acatada, os animais poderão ser removidos e remanejados do parque, o que preocupa a Fundação Municipal do Meio Ambiente (FMMA). Ainda segundo um dos agentes da fundação, que preferiu não se identificar, a luta é para manter a liminar ativa, caso contrário, o medo é de que os animais sejam retirados do parque e levados direto para um abatedouro.

“Nós temos a informação que a anulação da liminar que impede a matança e a retirada dos cervos do parque, pode ser autorizada ainda nesta terça-feira (29). Ou seja; eles vão poder retirar os animais do parque, e nossa preocupação é para onde irão levá-los. Possivelmente para um frigorifico na Morungava, local onde eles já praticavam o abate dos animais, mas para outros fins, e não pelo fato de estarem com tuberculose”, comentou um funcionário da FMMA.


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Campos obrigatórios marcados como *