Detentos do Instituto Penal de Gravataí vão trabalhar na construção civil



Uma parceria entre a Construtora Intercom e o Instituto Penal de Gravataí fará com que pelo menos dez detentos dos regimes aberto e semiaberto possam trabalhar na construção civil em Gravataí e região. O anúncio foi feito na tarde desta última quarta-feira (06).

Os presos vão trabalhar na construção de casas, de segunda a sexta-feira, das 7h40 às 17h40. O deslocamento será feito por ônibus locado pela empresa. Conforme o andamento da obra, mais vagas de trabalho poderão surgir. Os apenados já iniciaram o trabalho, com carteira assinada, tendo todos os direitos trabalhistas assegurados, incluindo a remuneração de um salário mínimo nacional (no valor de R$ 937).

Segundo a administradora do IPG, Janaína Guntzel, o estabelecimento conta com 70 presos, sendo que 46 possuem trabalho externo e, desses, 31 já estão com carteira assinada. “Nos três anos em que estou na direção do IPG, tenho incentivado o trabalho prisional. Realizamos fiscalizações do trabalho externo mensalmente e acreditamos que essa é uma forma de coibir possíveis desvios de conduta dos apenados”, relatou.


Escreva um comentário

ver mais comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *