Conta no Facebook teria motivado marido a matar esposa, diz polícia



Uma conta no Facebook. Esse teria sido o principal motivo que levou Jovelino Diníz, de 36 anos, a disparar três vezes contra a própria esposa na última quinta-feira (13), no bairro Costa do Ipiranga, em Gravataí. Conforme a investigação da Delegacia de Homicídios de Gravataí, o homem teria dado um primeiro tiro na companheira com um revólver cal 38. No local, o filho de 17 anos, tentou intervir e foi golpeado com uma “coronhada”. O homem ainda utilizou de uma espingarda para efetuar outros dois disparos contra ela.

Com a chegada da Brigada Militar (BM), solicitada por vizinhos e pelo próprio filho do casal, Jovelino fugiu com um revólver em mãos para um área de mata fechada. Buscas foram feitas, mas ele não foi localizado. Márcia da Rosa, de 36 anos, morreu no local.

Uma carta deixada no local do crime 

A investigação adianta que o homem planejou a execução, deixando uma carta para tentar explicar o ato contra sua companheira. Em um trecho ele cita que está fazendo tudo aquilo de “cabeça limpa”, e pede desculpas ao filho pelo o que viria a acontecer. Em outra parte da folha ele diz que não se arrepende dos atos e orienta o filho a ficar sob os cuidados de seus tios e tias.

A polícia não tem dúvidas de que o acusado agiu motivado por ciumes, após sua companheira ter criado um perfil para ela no Facebook. “Conforme apuramos, o casal tinha um bom relacionamento com os vizinhos, mas de alguns meses para cá o homem teve diversas crises de ciúmes e por conta de um perfil do Facebook, criado pela sua companheira, planejou a morte dela e em seguida tinha a intenção de se matar. Temos informações que ele tinha ciúmes até dos amigos de seu filho.  Agora estamos atrás dele para concluir o caso”, contou a responsável pela investigação.


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *