Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Comunidade unida para ajudar a Isabelli

Isabelli busca ajuda para manter os tratamentos fisioterápicos que precisa fazer | Foto: Giro de Gravataí 

Nascida com 32 semanas, 36 centímetros e 1.185 gramas, no dia 02 janeiro de 2017, no hospital Divina providência em Porto Alegre, a pequena Isabelli foi diagnosticada com Microcefalia e Síndrome de West, logo nos seus primeiros dias de vida. Os médicos também constataram que ela sofre de Catarata Congênita, e ainda é observada pelos especialistas que suspeitam de outras síndromes. Ainda que seus pais, Katia, 38 e Valnei, 33 anos, se desdobram para atender as necessidades da filha, os tratamentos de estimulação e afetam financeiramente a vida da família.

“A Belinha- como chamamos ela, agora depende de uma série de tratamentos e terapias para progredir e desenvolver a coordenação motora. Além da fisioterapia ela também fará a estimulação visual, por conta da catarata. Então estamos estruturando e colocando tudo no papel para que a nossa filha, embora tenha estas síndromes, possa ter um desenvolvimento sadio. ”, conta Kátia, a mãe.

Ela ainda ressalta que nos últimos meses a menina vem sofrendo diversos quadros de convulsão, o que acaba ocasionando o retrocesso de todos os trabalhos aplicados anteriormente para ajudar no seu desenvolvimento. “Se ela faz uma sessão de estimulação visual, por exemplo, e sofre um convulsão, é como se ela desaprendesse e retrocedesse a sua evolução no tratamento. Isso é bem desgastante para nós, mas mantemos a fé”, completou ela.

O movimento de amor ao próximo 

Há vinte anos atrás, Kátia havia recém feito o Curso de Liderança Juvenil (CLJ), na Paróquia Nossa Senhora das Graças. Após as duas décadas, as pessoas que também haviam feito o retiro com ela decidiram criar grupos em redes sociais para manter os laços de amizade. Foi através de um grupo de WhatsApp que os membros tomaram conhecimento da história de superação da Isabelli e de perseverança de seus pais, e assim, decidiram por ajudar o casal. Por se tratar de um movimento da paróquia, os membros conversaram com o Pároco da comunidade, Padre Fabiano Glaeser, e tiveram ideia da primeira ação beneficente; um jantar.

“Quando tomei conhecimento da situação, logo fui chamado pelos apoiadores que me pediram se eu autorizava o uso do salão paroquial para fazer o jantar. Prontamente autorizei e também me deixei à disposição. Essa causa cresceu muito rápido e já está sendo divulgada pela paróquia como um todo. É muito bonito ver esse pessoal de vinte anos atrás tomar esta iniciativa, e ainda ter a chama deste movimento acesa, afim de ter amor e compaixão pelo próximo”, destacou Fabiano.

Amigos que tiveram a iniciativa de realizar o jantar beneficente | Foto: Giro de Gravataí

 

O jantar beneficente 

No dia 28 de abril, a partir das 20h30, acontece o jantar beneficente para a Isabelli. O evento tem ingressos únicos no vale de R$ 20 reais. A coordenação ainda informa que criança até oito anos não pagam. É pedido que Todo o valor arrecadado será revertido para o tratamento da Isabelli. Evento no Facebook (Clique Aqui).

Como ajudar? 

Caixa Econômica Federal

Agência: 2284

Operação:013 – Poupança

Conta: 000320660

Isabelli da Rosa Carodoso

CPF: 053.048.410.26

Os pais tendem pelos telefones;

Kátia – (51)  993314532

Valnei – (51) 991739509

 

Write a Comment

view all comments