Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Destaque Home

Como Gravataí reduziu a inadimplência com a ajuda da tecnologia

Publicado

-

Foto: IPM Divulgação

O município de Gravataí reduziu o índice de inadimplência com a ajuda de uma solução tecnológica que agiliza a recuperação de créditos tributários devidos pelos contribuintes. Nos últimos três anos, a queda foi de 30% para 24%. “Estamos falando de um percentual sobre um universo tributário ainda maior do que aquele que tínhamos em 2015”, explica o secretário da Fazenda, Davi Keller Severgnini. A maior redução de inadimplência foi no Imposto sobre Serviços (ISS) – de 27,4% para 15,5%. No caso do IPTU, a queda foi de 36% para 30,4%.

A prefeitura utiliza o sistema Atende.Net, desenvolvido pela IPM, de Florianópolis. A ferramenta tem uma série de aplicações, incluindo serviços de autoatendimento para o cidadão, como a emissão e o pagamento online do IPTU, e a digitalização de rotinas administrativas, entre elas a abertura de licitações. O módulo que ajudou Gravataí a reduzir a inadimplência é o de gestão fiscal. Ele permite fazer aferição, cruzamento de dados e lançamentos tributários baseados em cadastro geral de contribuintes revisado e de dívida ativa atualizada e auditada em tempo real.

“É essa gestão das informações que nos permitiu inscrever os débitos em cartórios de protestos e no Serviço de Proteção ao Crédito”, explica Severgnini. Segundo ele, o cerceamento ao crédito funciona de forma coercitiva, dando resolutividade à ação do fisco municipal em cobrar os valores indicados pela plataforma Atende.Net. “Esse é o papel da tecnologia, agilizar os processos como a cobrança de débitos fiscais, a partir da gestão eficiente dos dados”, destaca Aldo Luiz Mees, diretor-presidente da IPM Sistemas.

A empresa

A IPM Sistemas atua há mais de 20 anos no desenvolvimento de softwares em nuvem destinados à gestão pública, com foco em redução de custos, aumento de receita, qualidade e eficiência no planejamento e execução de serviços. Prefeituras, câmaras de vereadores, fundos, autarquias e fundações estão entre os principais clientes que utilizam os sistemas IPM. A empresa, com sede em Florianópolis e Centro Tecnológico em Rio do Sul (SC), conta com aproximadamente 300 profissionais que atuam nas áreas de tecnologia e consultoria técnica, e oferecem atendimento aos milhões de usuários espalhados pelo País.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias