Geral

Cavalo morre no meio da rua em Gravataí; é o terceiro caso em menos de uma semana na região

Publicado

-

Animal ficou em meio à rua. Foto: Reprodução/Divulgação Bem Estar Animal de Gravataí.

Uma cena triste voltou a se repetir na região. Um cavalo morto ainda atado à carroça que puxava. O animal, com ferimentos pelo corpo, dá indícios de uma morte sofrida, muitas vezes por fome ou exaustão, como ocorreu na tarde desta quarta-feira (29), quando agentes do Bem-Estar Animal de Gravataí foram informados que um cavalo havia morrido na Rua Mário Sarmento, na divisa do Bairro Oriçó.

Conforme populares, o animal tentava subir uma rua do bairro quando perdeu o equilíbrio e bateu a cabeça no asfalto, ocasionando a morte instantânea. Ainda segundo os moradores, o animal apresentava sinais de desnutrição. De acordo com a coordenadora do Bem-Estar Animal, Márcia Becker, os casos estão cada vez mais frequentes e classificou as situações como barbárie. “Infelizmente enquanto essa barbárie de veículos de tração animal não acabar, nós vamos continuar vendo estas situações, dia após dia”, destacou ela.

Foto: Reprodução/Divulgação Bem Estar Animal de Gravataí.

Ainda segundo a ativista, só nesta metade de semana, pelo menos três casos envolvendo o abandono e a morte de equinos foram registradas em Gravataí e Cachoeirinha. O último havia ocorrido na tarde desta última terça (28), quando um égua foi resgatada com visíveis sinais de desnutrição no bairro Canarinho. Ela chegou a ser levada para o Canil Municipal de Gravataí, mas não resistiu.

Márcia também afirmou que nos casos dos últimos dias, os animais morreram por conta da desidratação, exaustão e por conta das carroças, que acabam causando ferimentos nos equinos. No do bairro Oriçó, o proprietário do animal não compareceu no local, mas já foi identificado pelas autoridades.

Publicidade
2 Comments

2 Comentários

  1. Luna

    6 de fevereiro de 2020 at 8:41 am

    Revoltante, até quando as autoridades vão permitir essa exploração dos animais, sem regras sem leis,essas pessoas que exploram os animais sem o mínimo de consciência, tem que ser punidas com rigor, e uma vergonha para cidade ver carroças em pleno século 21,isso já era pra ser proibido a muito tempo, que as autoridades se posicionem e proíbam de vez as carroças , para dar um fim a essa tortura, inaceitável e revoltante!

  2. Fatima

    6 de fevereiro de 2020 at 10:30 am

    E NÃO VAMOS FAZER NADA! OS CAVALOS ESTÃO MORRENDO E NADA SERÁ FEITO???? O QUE HÁ DE ERRADO COM ASPESSOAS??? CADÊ O ABAIXO ASSINADO EXIGINDO QUE SEJA PROIBIDO O TRABALHO DE TRAÇÃO ANIMAL EM GRAVATAÍ E CACHOEIRINHA E EM QUALQUER LUGAR DO PLANETA TERRA!!!!!# A GENTE PODE FAZER DIFERENÇA!!!! VAMOS VER ESSE ABSURDO CALADOS????

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *