Caso obstetra: Câmara pressiona e hospital deve demitir médica denunciada por má conduta



O caso da médica obstetra do hospital Dom João Becker (HDJB), divulgado com exclusividade pelo Giro de Gravataí, ganhou um novo capítulo na manhã desta última quinta-feira (11). O presidente da câmara Nadir Rocha, o vereador Dimas Costa e a vereadora Rosane Bordignon estiveram reunidos com o coordenador técnico do hospital para pedir o afastamento da médica até que as denúncias sejam estudadas.

De acordo com o responsável técnico, Marcelo Pasa, as denúncias estão sendo coletadas com pacientes e até funcionários do hospital. Ele ainda alerta para que os casos de má conduta sejam relatados através da ouvidoria do hospital, assim facilita o trabalho de investigação. Formalizada as denúncias, a médica poderá ser demitida do quadro de funcionários do hospital.

Abertura de CPI

Além de pedir o afastamento e também a possível demissão dela, os vereadores também poderão abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias que a todo momento estão sendo divulgadas. Segundo o vereador Dimas, proponente da denúncia, as atitudes da médica ao longo dos anos não só prejudicaram as pacientes, mas também criaram uma imagem negativa do hospital.

Denúncias

Para denúncias, sugestões e reclamações o Hospital Dom João Becker pede para que seja acionada a ouvidoria através do telefone (51) 3043-8383 ou pelo e-mail [email protected]

Entenda o caso:

Denúncia contra médica obstetra do hospital Dom João Becker chega ao Cremers


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *