Destaque Home

Caso de motorista morta em Gravataí segue cercado de dúvidas

Publicado

-

Local aonde o corpo de Caroline foi encontrado | Foto: Giro de Gravataí/Divulgação

Prestes a completar um mês da morte da motorista de aplicativos Caroline Nogueira Rodrigues, 35 anos, policiais da Delegacia de Homicídios de Gravataí buscam entender, mas também identificar os motivos e o autor da brutal execução, ocorrida em uma área afastada do centro da cidade e conhecida como motel urbano.

Policiais ainda investigam a corrida dela. Conforme apurou a investigação, desde 2017 a vítima não operava com o aplicativo POP. Já com a Uber sua última corrida teria sido 24 horas antes do seu desaparecimento, levando a concluir uma possível corrida particular. Os agentes buscam identificar seu ponto de partida e seu destino, o que poderá levar a autoria do crime.

Conforme apurou a reportagem do Giro de Gravataí, não só testemunhas afirmaram à polícia, mas amigos consultados relataram as frequentes queixas dela envolvendo sua situação financeira, levantando suspeitas sobre a motivação de sua morte, já que se desdobrava entre o trabalho de cabeleireira e as corridas por aplicativo.

Laudos periciais ainda são aguardados e poderão rumar as investigações. Um deles pode confirmar a suspeitas dos policiais, que preliminarmente descartaram que a vítima tenha sofrido algum tipo de abuso sexual antes de ser morta. Um boné encontrado no local do crime, e que segundo testemunhas relataram à polícia, não seria de Caroline, foi levado para perícia e poderá indicar uma possível autoria.

Mais de cinco pessoas já prestaram depoimentos sobre o caso, mas a falta de provas e o local dificultam a investigação, já que a área não possui câmeras de vigilância. A polícia ainda analisa imagens que mostram o veículo trafegando, mas conforme os agentes, são insuficientes para concluir se ela dirigia do ponto de partida sozinha ou acompanhada. Eles não descartam chamar novamente as testemunhas afim de coletar outras informações para montar o quebra-cabeça do caso.

A Delegacia de Homicídios de Gravataí informa que denúncias anônimas podem ser feitas através dos telefones; (51) 98608-8876 ou 3945-2741. A Polícia Civil garante o total sigilo dos denunciantes. Outras informações podem ser repassadas ao 181.

Relembre o caso

Caroline Nogueira Rodrigues, motorista de aplicativos, foi encontrada morta em uma estrada de chão batido na Estrada do Barro Vermelho em Gravataí. Ela, que estava sem bolsa e  o celular, não aparentava sinais de violência sexual, mas teria sido morta com mais de sete tiros de pistola cal.380. Seu veículo foi localizado incendiado horas depois em uma estrada no bairro Rincão da Madalena.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias