Ator Rodrigo Westeuser é o novo colunista de cultura do Giro de Gravataí



Sou Rodrigo Westeuser, com muita alegria o novo colunista de Cultura do Giro de Gravataí. Possuo formação como musicista (clarinetista) e turismólogo, sou trabalhador do teatro e da arte há 18 anos.

Iniciei minha convivência com a música desde a gestação, visto que toda a minha família, entre avós, mãe, tias e tios integram grupos corais no município de Gravataí desde os anos 70. Tive meus primeiros contatos com a música instrumental ainda em casa, e posteriormente na extinta Banda Musical GENSA, do Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos, nos anos 90.

Após alguns anos de intensa vivência no meio musical, participando de festivais, concursos e apresentações por todo estado, tive a sorte de me aproximar do grupo de teatro 100 Limites, da Escola Santa Rita de Cássia, onde inicialmente executava trilhas sonoras ao vivo devido ao meu conhecimento musical, mas rapidamente fui “jogado” em cena, começando assim uma longa e produtiva vivência nos palcos. Com o grupo 100 Limites, participou de diversos festivais de teatro pelo estado do Rio Grande do Sul.

Após um curto espaço de tempo, passei a integrar a Cia. Teatral Dani & Cia, fundada pelos egressos do grupo teatral 100 Limites, porém agora na categoria amador e não mais estudantil. Da mesma forma, com esse grupo, participei de diversos festivais pelo estado do RS e recebi diversas indicações como ator e alguns prêmios.

Em 2003 tive minha primeira experiência com a direção teatral juntamente com a amiga e colega Vanessa Greff, dirigindo o clássico Bodas de Sangue, do dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca, e obtivemos diversos prêmios como recompensa no Festival Estudantil, entre eles o de melhor direção e melhor espetáculo. Também fui diretor do muito bem-sucedido espetáculo infantil “As Loucuras de um Pierrô Apaixonado, que esteve em temporada nos teatros de Porto Alegre por três anos consecutivos e obteve diversos prêmios em vários festivais de teatro pelo estado. Posteriormente, integrei o grupo de teatro-empresa Trupe da Saúde, com o qual realizamos muitos trabalhos em empresas de toda região metropolitana por diversos anos, até 2014.

Sempre estive envolvido com o fazer cultural, com as expressões artísticas e tive o privilégio de ter acesso aos mais diversos tipos de expressão cultural entre tradicionalismo, dança, artes visuais, teatro, música em diversos planos. Atualmente ministro oficina de teatro todas as quartas-feiras na associação de moradores da COHAB A (ACCOBA), nos turnos da tarde e noite, gratuitamente, para todo e qualquer sujeito que queira conhecer e interagir com o fazer teatral.

Por fim, é com grande prazer e satisfação que inicio minha colaboração na coluna Espaço Cultural no Giro de Gravataí, sempre às quintas-feiras, para trazer informação sobre o que acontece de cultural em Gravataí e também ofereço minha opinião/crítica sobre aquilo que conferi e para dar espaço à crítica construtiva e repassar as impressões desse mero trabalhador da arte.

Meu mais sincero muito obrigado ao Giro de Gravataí e seus gestores, em especial ao Gabriel pelo espaço concedido à cultura, espaços esses já tão diminutos e que vêm sendo reduzidos paulatinamente a cada badalada do relógio!

Evoé, meus amigos.  Até quinta-feira, no Giro de Gravataí!


Escreva um comentário

Ver todos os comentários  

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *