Destaque Home

A operação da Polícia Federal que passou por Gravataí e Cachoeirinha

Publicado

-

Uma mega operação da Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (29), desarticulou um esquema de tráfico internacional cocaína e lavagem de dinheiro que movimentou R$1,4 bilhão. O grupo teria criado uma instituição financeira clandestina, cuja movimentação foi o saldo dos últimos três anos de operação da “firma”que atuava em pelo menos quatro estados do Brasil. 

Denominada de Operação Planum, a ação foi feita por 200 policiais federais que cumprem mandados de prisão contra 23 pessoas, mandados de busca e apreensão em 40 endereços e ordens judiciais para sequestro e bloqueio de imóveis, fazendas, aeronaves, embarcações, veículos e contas bancárias, estimados em mais de R$ 25 milhões.

Além da capital e de cidades do litoral, um mandado de busca foi cumprido em Gravataí e outro em Cachoeirinha. O inquérito foi instaurado em junho de 2017, para apurar o envio de cocaína da Bolívia para o Rio Grande do Sul. Com o desenvolvimento das investigações, a PF identificou que aviões partiam de Mato Grosso do Sul para serem carregados com grande quantidade de cocaína (em média 500 quilos) na Bolívia e seguiam até o RS, onde pousavam em fazendas compradas pelos membros.

Em Gravataí e Cachoeirinha, o grupo utilizava de empresários “laranjas” para o aluguel de espaços comerciais aonde ficavam a droga. O negócio era tão sofisticado que elas eram colocadas junto à carga – com nota que seria entregue nos países vizinhos e na Europa. Uma das apreensões ocorreu no terminal portuário de Navegantes, em Santa Catarina, em 6 de maio de 2016,quando 811 kg da droga, escondidos em blocos de granito, foram localizados pela Receita em contêineres que seriam despachados para a Espanha.

Os crimes investigados na Operação Planum são organização criminosa, tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico de drogas, operação de instituição financeira sem a devida autorização, operação de câmbio não autorizada e lavagem de dinheiro.

Fotos: Polícia Federal | Divulgação 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias